Stop ATR

Jhonatas Souza

“É inegável que um bom gerenciamento de risco impacta positivamente o resultado de uma operação. Acionar mecanismos de limitação de perdas no momento apropriado pode ser a diferença entre tornar uma operação lucrativa ou não.”

 

Quando estruturamos nossas operações é fundamental, portanto, que exista uma rede de proteção prevista em nosso plano de trade. Uma maneira adequada é aplicar alguma metodologia que nos guie na colocação das ordens stop. O Stop ATR é um indicador que combina informações do movimento de preços e nos auxilia nessa tarefa.

O Stop ATR é calculado com base na amplitude do movimento dos preços, ou seja, existe um forte componente de volatilidade em sua formação. O elemento central é o True Range (TR). O TR nada mais é do que um montante (um pedaço) do movimento dos preços calculado entre dois períodos, sendo o maior número entre as três (3) condições abaixo:

 

  • O valor máximo atual menos o valor mínimo atual.
  • O valor absoluto da seguinte operação: máximo atual menos o fechamento anterior.
  • O valor absoluto da seguinte operação: mínimo atual menos o fechamento anterior.

 

A figura 1 mostra um exemplo de cada uma dessas situações. O valor do TR é sempre positivo.

 

Observe que a utilização apenas da amplitude de uma barra seria ineficaz, uma vez que não reflete com precisão a movimentação recente, bem como não é abrangente o suficiente para acomodar a ocorrência de gaps. O TR resolve essas questões e nos fornece uma base sólida, estruturada sobre os montantes específicos de variação de preços que um determinado ativo vem apresentando.

Contudo, o que isso significa na prática? Significa que em um mercado mais nervoso, com os preços andando em passos mais bruscos, o TR (e por conseqüência o Stop ATR) será maior, nos guiando a posicionar o stop com um pouco mais de distância de segurança. Assim, torna-se possível evitar saídas erradas, causadas por oscilações temporárias de mercado. Por outro lado, em um ambiente menos volátil, o TR apresentará leituras menores, permitindo que coloquemos nossa rede de proteção um pouco mais perto. Em suma, trata-se de um elemento que observa a volatilidade do mercado e através desse mecanismo nos ajuda a otimizar nossa estratégia de defesa.

Conhecendo o conceito de True Range fica fácil entender o stop ATR. Para a plotagem do indicador realiza-se, primeiramente, uma atenuação dos valores de TR através de uma média móvel. Tipicamente, utiliza-se 20 períodos. Com base nesse valor calcula-se, para cada posição, a linha de stop, sendo que:

 

  • Em uma tendência de baixa, com fechamentos abaixo da média móvel, o stop será posicionado em uma zona acima dos preços.
  • Em uma tendência de alta, com fechamentos acima da média móvel, o stop será posicionado em uma zona abaixo dos preços.

 

A figura 2 ilustra essa dinâmica. As linhas vermelhas indicam os stops de venda, e as linhas verdes os stops de compra.

 

O Stop ATR nos fornece uma metodologia concreta para otimização de ordens do tipo stop. Tendo por base informações do próprio mercado, procura estruturar uma distância adequada para a rede de proteção, levando em consideração a volatilidade recente.

Ressalto mais uma vez que, para um bom uso do indicador e uma boa analise do ativo demanda de muito tempo de estudo foco e dedicação.

 

Jhonatas Souza

14/07/2020
 

Related Blog