HiLo Activator

Jhonatas Souza

“O HiLo é um indicador que visa identificar a tendência de preços e suas possíveis reversões. Ele é feito a partir da projeção de médias móveis em um período futuro“.

O indicador HiLo Activator, HiLo sendo a sigla em inglês para High Low (Alto Baixo), é um indicador de tendência. De forma resumida ele tenta identificar se um ativo está em tendência de alta ou de baixa. Seu nome pode ser traduzido como “ativador de altas e baixas” e ele pode ser considerado uma evolução das médias móveis, pois se utiliza delas para seu cálculo.
 
 
Como interpretar o HiLo Activator:

A interpretação mais comum do HiLo é a de tendência. Diz-se que o ativo está em tendência de alta quando o HiLo é traçado abaixo do papel e que ele está em tendência de baixa quando o HiLo é traçado acima do mesmo.

Pode-se entender essa interpretação considerando que as médias deslocadas formam canais, com o canal inferior definido pelo histórico das mínimas (média móvel) e o canal superior definido pelo histórico das máximas. Havendo um fechamento acima do limite superior do canal, identifica-se o início de uma tendência de alta e começa-se a traçar o HiLo abaixo do gráfico, formando uma escada de suporte enquanto a tendência de alta durar. Após ocorrer um fechamento abaixo do canal inferior, rompendo a escada de suporte que estava sendo formada, identifica-se o início de uma tendência de baixa e a escada do HiLo passa a ser traçada acima dos candles, sendo então uma escada de resistência, que caso rompida identifica uma nova tendência de alta.

hilo-suporte-resistencia

Pode-se observar no gráfico acima a formação das escadas abaixo dos Candles durante as tendências de alta e acima durante as tendências de baixa. O “segredo” do HiLo é alternar entre qual escada ele desenha permitindo a qualquer um interpretar a tendência com uma rápida leitura do gráfico.

O número de períodos do HiLo:

Por ser o único parâmetro deste indicador, este número tem grande importância. Não existe padrão para quantos períodos usar, porém prazos muito longos no indicador tendem a apresentar comportamentos muito semelhantes, senão idênticos. Prazos mais curtos também tendem a gerar mais inversões de sentido. Por exemplo, entre os dias 29 de fevereiro e 1º de março (2016), no gráfico de 10 minutos do Ibovespa (IBOV), veja quantas vezes alguns HiLos mudaram de sentido:

  • 3 períodos: 16 mudanças
  • 10 períodos: 9 mudanças
  • 20 períodos: 3 mudanças

Os números acima são interessantes de se reproduzir ao escolher ativos e tempos gráficos para estratégias com HiLo. Sabendo que o período acima teve 96 candles é possível ter uma estimativa da periodicidade dos trades com cada HiLo que se escolher utilizar.

Algumas plataformas gráficas permitem também a escolha de períodos diferentes de médias para as máximas e mínimas aumentando consideravelmente as possibilidades possíveis de setups baseados em HiLo. Esta ideia é interessante porque os ativos se comportam de forma diferente durante as tendências de alta e de baixa, existe até o ditado que diz que “a bolsa sobe de escada e desce de elevador”.

HiLo como Stop Móvel:

Provavelmente o uso mais comum do HiLo é como ponto de stop móvel. O investidor utiliza dos mais diversos critérios para definir suas entradas e depois acompanha o HiLo para se desfazer da posição. Se o investidor comprou, por exemplo, por causa do IFR, ele vende então quando o HiLo passa a indicar baixa, ou seja, passa a ser desenhado acima do ativo. Por ser calculado a partir de médias móveis, o HiLo pode ser um stop móvel melhor do que um valor fixo em reais ou pontos.

Ressaltando que, para uma boa utilização e uma boa análise com o ( HiLo Activator) demanda de muito estudo e tempo de dedicação.
 
Jhonatas Souza
08/07/2020
 

Related Blog

Leave a CommentYour email address will not be published.